terça-feira, 16 de junho de 2009

Índice de Massa Corporal

Hoje vamos abordar aqui um assunto que muitos não gostarão de degustar, o IMC.
O IMC é uma sigla para Índice de Massa Corporal, é um cálculo que leva em consideração o peso corporal e a altura da pessoa. É uma fórmula que indica se um adulto está acima do peso, se está obeso ou abaixo do peso, ou ainda no peso ideal considerado saudável.
Este é o método mais prático para avaliar o grau de risco associado à obesidade. A vantagem do IMC, segundo a Organização Mundial de Saúde é que ele é simples, com números redondos e fáceis de utilizar.
O IMC é calculado dividindo o peso/massa (em kg) pela altura ao quadrado (em metros). Ficando a fórmula para descobrir o seu IMC da seguinte maneira:

Após isso, você deve comparar o resultado do seu calculo com as informações abaixo, que indicam o grau de obesidade de uma pessoa.

Resultado final: Categoria
Abaixo de 18,5 – As pessoas incluídas neste grupo são consideradas bem magras. Observa - se maiores índices de doenças pulmonares e desnutrição. Estão nesta faixa, por exemplo, os portadores de anorexia nervosa;
Entre 18,5 e 25 - As pessoa incluídas nesta faixa, estão com o peso normal, saudável;
Entre 25 e 30 - Os pacientes que aí se situam são rotulados como "sobre peso" ou "com excesso de peso”;
Entre 30 e 35 - As pessoa que aí se situam são consideradas "obesidade leve",
Entre 35 e 40 - As pessoas que estão neste grupo são consideradas com "obesidade moderada";
Acima dos 40 – as pessoas incluídas neste grupo são consideradas "obesidade mórbida".


Devemos lembrar que o IMC não é aplicável para crianças.
Obs.: Antes de tudo, é preciso salientar que o Índice de Massa Corporal é apenas um indicador, e não determina de forma inequívoca se uma pessoa está acima do peso ou obesa. Não é senhor da verdade e sempre persistindo dúvidas procure um profissional da área.
E aí, já fez os cálculos para saber em qual faixa de peso encontra-se neste momento?

terça-feira, 9 de junho de 2009

O numero de ouro


Você acha que existe um número com propriedades mágicas, que represente beleza, perfeição e harmonia? Que teria sido utilizado através dos séculos por matemáticos, cientistas, artistas, e por incrível que pareça, estaria presente na natureza?
Pois este número existe, e é:

de valor aproximado 1, 618034, um número irracional e misterioso que é conhecido por número de ouro, ou razão de ouro ou razão áurea.
Para os gregos, o numero de ouro representa harmonia, equilíbrio e beleza. Por esse motivo muitas construções gregas tinham como base esse número, como por exemplo o Partenon, moradia dos deuses olímpicos e templo de culto, foi construído dentro de retângulos que tem a razão entre a media do seu comprimento e a medida de sua largura igual ao número de ouro.

A notação para esse número é Φ (Phi maiúsculo), é a inicial do nome de Fídias que foi escultor e arquitecto encarregado da construção do Pártenon, em Atenas

Mas foi no século XIII que o matemático italiano Fibonacci constatou que o número de ouro esta presente na natureza.
No renascimento, a revalorização dos conceitos estéticos gregos levou grandes pintores, como Leonardo da Vinci, a utilizar o número de ouro em suas pinturas.