quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Crianças que aprendem música cedo são melhores em matemática

As crianças que aprendem música muito cedo têm maiores probabilidades de se tornarem bons alunos de matemática, afirma a presidente da Sociedade Portuguesa de Neurociências, comparando o cérebro a um músculo que deve ser exercitado.
Como "a música é algo muito importante para o cérebro", foi escolhida como tema para as comemorações da 10ª edição da Semana Internacional do Cérebro em Portugal.
Ana Maria Sebastião, presidente da Sociedade Portuguesa de Neurociências, que organiza a iniciativa em colaboração com a Ciência Viva, explica a relação entre a música e o cérebro. "A música é uma atividade que envolve várias áreas cerebrais ao mesmo tempo, trata-se de uma linguagem codificada universal que envolve também emoção, prazer e afetos".
Trata-se, por isso, de uma atividade integradora, continuou a neurocientista --que trabalha no Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina de Lisboa-- que pode servir de "treino muito precoce" do cérebro.
"A aprendizagem num nível precoce da música facilita, por isso, a aprendizagem de várias matérias, como a matemática", explicou, comparando o cérebro a um músculo que, se não for exercitado, atrofia.
A relação está estabelecida e constatada, e aponta no sentido de uma "facilitação e melhor aprendizagem" desta disciplina, muitas vezes problemática para os alunos.
"A audição da música e a sua execução [tocar um instrumento] envolve muitas áreas cerebrais, e o cérebro quanto mais for executado, mais capaz é de aprender coisas", disse.
Por isso, ela defende um maior investimento no ensino precoce de atividades que sirvam para estimular precocemente o cérebro.
"Países onde o ensino da música é bastante cuidado são países com grau de desenvolvimento socioeconômico e de escolaridade bastante elevados", justificou.

Fonte: Folha on line

Nenhum comentário:

Postar um comentário